A influência da pandemia nos apps de transporte

A pandemia causada pelo COVID-19 se mostrou uma verdadeira prova de fogo aos aplicativos de transporte, em especial para o Uber que, atualmente, é o maior entre todos disponíveis no mercado.

Se as empresas proprietárias desses aplicativos sentiram em seus bolsos os efeitos devastadores desse novo vírus, os motoristas praticamente foram nocauteados.

A maior parte dos relatos e de um comunicado emitido pela Uber mostram que os ganhos dos motoristas caíram em média de 70% a 80%. A partir desses números podemos concluir que o mesmo pode estar acontecendo com outras empresas como 99, Cabify, entre outras.

Sendo assim, o motorista que antes ganhava R$ 250 por dia passou a faturar entre R$ 50 a 75 por dia. Isso, sem dúvida, comprometeu não somente o orçamento de milhares desses profissionais como também – muito provavelmente – foi a razão para uma grande parte deles abandonarem a profissão, especialmente aqueles que pagavam pela locação do carro.

Infelizmente, não se sabe quando será estancado esse “sangramento”, porém muitos tem aproveitado o momento para se tornarem motoristas.

Em uma pesquisa rápida descobrimos que o número de pessoas interessadas em se tornarem motoristas tem aumentado significativamente. Inclusive, ao buscarmos contato com um site referência nesse tema, o “Motorista Elite”, descobrimos que por lá o número de pessoas procurando ajuda para trabalhar nessas empresas duplicou.

Na página Uber Telefone desse mesmo site há um combo de informações importantíssimas para aqueles que desejam trabalhar nessas plataformas. Seja a lista de carros permitidos, os requisitos para motoristas ou mesmo quanto ganham por dia, tudo isso e muito mais você poderá encontrar por lá.

Talvez nesse momento de pandemia os ganhos realmente poderão estar abaixo do esperado, mas assim que a economia se recuperar e o nível de desemprego voltar a cair, certamente esses profissionais voltarão a ganhar mais de R$ 250 por dia – isso trabalhando entre 8 a 12 horas por dia -.

Deixe um comentário